O Cesit

O Centro de Estudos Sindicais e Economia do Trabalho (Cesit) foi criado em 1989 e consitui-se de um Conselho formado por representantes do Instituto de Economia e do Dieese (Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Sócio-Econômicos).

O conselho estabeleceu como diretriz do Centro, a preocupação em aproveitar a experiência das lideranças sindicais nos estudos. Além disso, as atividades desenvolvidas devem ter caráter interdisciplinar, reunindo especialmente pesquisadores de diversas formações acadêmicas. Desde sua fundação, o CESIT tem dado prioridade a questões relacionadas com mercado do trabalho, relações de trabalho, sindicalismo, políticas públicas de emprego, reestruturação produtiva, novas formas de organização do trabalho, políticas sociais. Para o desenvolvimento de suas atividades de ensino, pesquisa e extensão, o CESIT reúne um corpo interdisciplinar de pesquisadores especializados nas diversas temáticas relacionadas ao mundo do trabalho, as questões e as políticas sociais.

Além das atividades de docência nos cursos de graduação, inclusive nas disciplinas específicas da área de economia social e do trabalho, os professores e pesquisadores do CESIT, desde o início dos anos 90, têm sido responsáveis pela estruturação e desenvolvimento de um curso de Especialização em Economia do Trabalho e Sindicalismo, modalidade Pós-graduação Latu Sensu. Este Curso de Especialização tem duração anual e conta com 8 disciplinas, além da elaboração de monografia, cujos trabalhos são orientados pelos professores e pesquisadores do próprio CESIT. Este curso, iniciado em 1992, já formou mais de 200 alunos, em 19 turmas, constituídas por profissionais que atuam na liderança do movimento sindical e social, por servidores do Ministério do Trabalho e Emprego e de outros órgãos da administração pública federal, estadual e municipal, por magistrados da Justiça do Trabalho, por auditores fiscais do trabalho. Também nos cursos de mestrado e de doutorado, em especial no Programa de Desenvolvimento Econômico, área de concentração Economia Social e do Trabalho, os professores do CESIT têm sido responsáveis por um conjunto significativo de disciplinas e de orientações de dissertações e teses.

Ainda nas atividades de pós-graduação, desde 2003, diversos professores têm participado da estruturação e do desenvolvimento de um Mestrado Internacional na temática Globalização e Políticas para o Trabalho, em parceria com a Organização Internacional do Trabalho (OIT), Friederick Ebert Fundation (FES), Berlin School of Economics e Kassel University (Universidades Alemãs), Witswatersrands University (África do Sul), Tata Institute (da Índia), CUT, COSATU, DGB, Observatório Social, que conta ainda com a colaboração de professores e pesquisadores de diversos países: Canadá, Inglaterra, Alemanha, Índia, África do Sul, Brasil, Austrália, entre outros. No âmbito deste projeto, Global Labour University, os professores do CESIT coordenam e participam do curso de mestrado internacional oferecido no Instituto de Economia da UNICAMP (Social Economics and Labour), além de participar em atividades acadêmicas relativas o outros três cursos de mestrado desenvolvidos nas universidades alemãs, na África do Sul e na Índia. Participam também como professores visitantes nas demais universidades parceira, na organização e participação das Conferências Anuais, workshops, e nos processos de avaliação dos referidos cursos.

Uma das principais características do CESIT é a sua forte atuação na área de extensão universitária, tanto na realização de cursos de extensão, de seminários e eventos acadêmicos e realizados em parceria com diversas instituições públicas e entidades de representação de interesses coletivos. Neste sentido, o CESIT desenvolveu no início dos anos 90 um Curso de Formação de Dirigentes Sindicais Latino-americanos, em projeto organizado pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento BID. Em convênios com o Ministério do Trabalho e Emprego, nos período de 1996-2000 e no ano de 2006, o CESIT desenvolveu um Programa de Capacitação de Gestores de Políticas Públicas, tendo formado mais de 300 profissionais do Ministério do Trabalho e Emprego e das secretarias e fundações estaduais e municipais das áreas de trabalho, desenvolvimento e assistência social. Diversos cursos de extensão, inclusive na modalidade especialização, foram organizados para atender demandas por formação profissional de diversas instituições, tais como: Central Única dos Trabalhadores (CUT), Confederação Nacional dos Metalúrgicos (CNM), Federação dos Trabalhadores em Estabelecimentos Bancários do Estado de São Paulo e do Mato Grosso do Sul, Associação dos Magistrados da 15ª Região da Justiça do Trabalho (AMATRA XV Campinas), Tribunal Regional do Trabalho da 8ª Região (Escola da Magistratura , EMATRA VIII Pará), Associação Nacional dos Magistrados do Trabalho (ANAMATRA), Sindicato dos Bancários de São Paulo, Sindicato dos Bancários de Campinas, Universidade Corporativa da Petrobrás, Prefeitura Municipal de Santo André, Instituto Cajamar, entre tantos outras instituições. Além disso, os professores do CESIT têm organizado cursos abertos de extensão na área de economia do trabalho e sindicalismo, desde 2002.Também é importante enfatizar que uma das prioridades do CESIT tem sido a realização de convênios de cooperação científica e colaboração técnica, no plano nacional e internacional, os quais têm sido firmados com instituições de diferentes procedências e com distintas vocações. Destacam-se, por exemplo: Universidade de Brescia e ISCOS na Itália; IRES na França; CLACSO Conselho Latino-americano de Ciências Sociais, na Argentina; IPES (Instituto de Pesquisas Econômicas e Sociais), na França; PNUD (Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento), Ministério do Trabalho e Emprego; DESEP (CUT); Secretaria de Emprego e Relações de Trabalho do Governo do Estado de São Paulo; Secretaria do Trabalho do Governo do Distrito Federal; SENAI, SENAC e SEBRAE; Tribunal Regional do Trabalho (15a Região); DIEESE; Escola da Magistratura da 4ª Região, Central Única dos Trabalhadores, Berlim School Economics e Kassel University (Alemanha), Witswatersrands University (África do Sul).

Desde a sua fundação, o Cesit desenvolve pesquisas nas seguintes áreas: pobreza, mercado de trabalho, relações de trabalho, sindicalismo, qualificação profissional, distribuição de renda, salário mínimo, trabalho em micro e pequenas empresas, estrutura social, políticas públicas de emprego, direito do trabalho.

Leave a Reply