Workshop: metodologias para acompanhar os impactos da reforma trabalhista

Centro de Estudos Sindicais e de Economia do Trabalho (CESIT) em parceria com a Rede de Estudos e Monitoramento Interdisciplinar da Reforma Trabalhista (REMIR) e com o Ministério Público do Trabalho (15ª Região, Campinas) realizou o I Workshop de debate metodológico para acompanhamento da Reforma Trabalhista. Intitulado Acompanhamento da Reforma Trabalhista: desafios e possibilidades, o evento ocorreu na Unicamp entre os dias 12 e 13 de agosto de 2019 e reuniu mais 40 pesquisadores de todo o Brasil.

O objetivo central do evento foi discutir os desafios metodológicos para o acompanhamento dos impactos da reforma trabalhista. Para isso foram realizadas 7 mesas temáticas voltadas para aspectos específicos da reforma e suas formas de mensuração e análise, dentre as quais: o acompanhamento da reforma trabalhista na RAIS e na PNADC; a questão da remuneração variável e suas formas de mensuração; terceirização; jornada de trabalho; sindicalismo e negociação coletiva; informalidade e precariedade.

Os debates realizados servirão de ponto de partida para o aprimoramento de metodologias que já estão sendo utilizadas no âmbito do CESIT e da REMIR. O objetivo é aprimorar os instrumentos que ajudem os pesquisadores a analisar os impactos da reforma sobre o mercado e as relações de trabalho no Brasil.

Leia Também

Uberização: Do empreendedorismo para o autogerenciamento subordinado

Artigo da pesquisadora Ludmila Costhek Abilio